Olá | Sair
Olá | Sair
O QUE VOCÊ PROCURA?

Notícias

Viver a Vida é estar informado sobre a vida ao seu redor. Notícias sobre os assuntos mais relevantes da atualidade e sobre temas que dizem respeito ao universo da maturidade.

Vida profissional pós-aposentadoria: um hábito cada vez mais comum

Tempo de leitura: aproximadamente -3 min.

Vida profissional pós-aposentadoria: um hábito cada vez mais comum - Viver a Vida

“Pendurar as chuteiras” após conquistar a tão sonhada aposentadoria pode ser a vontade de muitas pessoas depois dos 50 anos. No entanto, essa realidade está mudando. Cada vez mais, tem-se buscado manter-se ativo com uma vida profissional pós-aposentadoria. Vida profissional pós-aposentadoria: um hábito cada vez mais comum. Quer entender o que está por trás disso?

Com o incremento na expectativa de vida, passamos por uma revolução que abrange também o mercado de trabalho. Nos dias atuais, é possível seguir realizando atividades laborais depois da aposentadoria.

Hoje, o público dessa faixa etária está comprometido em aproveitar o melhor da vida com mais sabedoria, com mais experiência e com mais maturidade, o que torna sua contribuição no mundo empresarial algo cada vez mais comum e valorizado.

Continue a leitura e descubra mais sobre como é a vida profissional pós-aposentadoria. Acompanhe a seguir.

Mais longevidade, mais projetos de vida

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou que, em 2019, a expectativa do brasileiro aumentou para 76,3 anos. Desde 1940, são 30,8 anos a mais de expectativa de vida no Brasil. O estudo mostrou que mulheres apresentam a tendência de viver, em média, até os 80 anos e os homens até os 73 anos.

Por isso, saber como aproveitar essa fase da vida é muito importante. Manter a mente ativa, o contato com pessoas diferentes e ter novos desafios todos os dias estão entre os motivos por trás da decisão de muitas pessoas de manterem a vida profissional pós-aposentadoria.

Ainda, um estudo divulgado pela The American Psychological Association (APA), associou benefícios para a saúde entre os aposentados que permanecem ativos em sua carreira. Conforme esse estudo, os aposentados que mantiveram um trabalho de meio período, autônomo ou temporário tiveram menos doenças graves e menos limitações funcionais do que aqueles que se aposentaram por completo.

34% dos brasileiros acima de 60 anos continuam trabalhando após se aposentarem

De acordo com levantamento realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), em conjunto com a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), cerca de 34% da população brasileira acima de 60 anos continua trabalhando após a aposentadoria.

Entre os 60 e 70 anos, os trabalhadores pós-aposentadoria representam 42,3%. A pesquisa ainda verificou que, desse total, 17% são autônomos, 10% são trabalhadores informais e 2% são profissionais liberais. Da iniciativa privada, 1,7% continua trabalhando.

Manter a vida profissional pós-aposentadoria gera sentimentos positivos, diz pesquisa

A mesma pesquisa do SPC e da CDNL foi a fundo e descobriu as razões por trás da decisão das pessoas acima de 60 anos continuarem mantendo sua vida profissional pós-aposentadoria: para a maioria dos entrevistados, é o bem-estar que motiva a permanência no mercado de trabalho. Vida profissional pós-aposentadoria: um hábito cada vez mais comum pode ser explicado pelas seguintes porcentagens:

Para 70,7%, trabalhar gera “sentimentos positivos”; 38,8% alegam satisfação pessoal e 19,7% têm orgulho em continuar trabalhando. 

Por que tantas pessoas continuam a vida profissional após aposentadoria?

A aposentadoria pode soar como uma transição empolgante para alguns. No entanto, para outros, permanece o desejo de seguir atuando no mercado de trabalho.

Os motivos variam de pessoa para pessoa. Em alguns casos, referem-se à paixão pela profissão ou por uma busca por estímulo intelectual e novos interesses. Ainda, por um desejo de usar seu potencial e experiência para tornar o mundo um lugar melhor e manter conexões sociais ativas.

Outras razões por trás da vida profissional pós-aposentadoria são:
 
Ter uma rotina regular e estruturada;
Sentir-se mais parte ativa da comunidade;
Ensinar, treinar, orientar e inspirar outras pessoas;
Compartilhar experiência com profissionais iniciantes;
Aprender continuamente novas habilidades;
Deixar um legado profissional;
Ter renda extra e mais segurança financeira para um estilo de vida mais ativo e saudável;
Monetizar um hobby;
Ter novos desafios;
Ir atrás de um sonho.

Hoje no Brasil, ainda conforme a pesquisa do SPC e da CDNL, 70% dos acima de 60 anos estão aposentados: 7 a cada 10. Muitos optam por continuar sua vida profissional para ter um complemento de renda (21%), serem mais produtivos (48%) e manterem a mente ativa (46%).

Entre as explicações dos aposentados trabalhadores, 56% alega que a aposentadoria “não é suficiente para pagar as contas e despesas pessoais, ou precisam ajudar a família a pagar as despesas”, de acordo com esse levantamento.

Outros dados que traçam o perfil desse público são que a maioria dos entrevistados afirmam que estão satisfeitos com sua renda. Para quase 96%, o sustento da casa tem sua contribuição, sendo 60% ainda responsáveis pelo sustento total do lar.

Como voltar ao mercado de trabalho após os 60 anos

Se você tem vontade de se recolocar no trabalho, saiba que manter a vida profissional pós-aposentadoria é um projeto cada vez mais viável. Dados da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, disponíveis na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), mostram que vagas com carteira assinada para pessoas acima de 65 anos aumentaram em 43% nos últimos quatro anos. 

Inteligência emocional, sabedoria, conhecimento e maturidade fazem parte dos diferenciais dos profissionais acima de 60 anos. Empresas como Unilever possuem vagas para estagiários sêniores. Entre as vantagens de contratar pessoas nessa faixa etária, segundo a Unilever, está o fato de haver troca de conhecimento entre gerações, além de a empresa ganhar com a experiência e maturidade desses colaboradores.

Então, se você quer manter sua vida profissional pós-aposentadoria, busque por programas desenvolvidos para esse perfil de vagas em empresas que valorizem a diversidade e a experiência. Também é importante manter seu networking ativo e buscar atualização: faça cursos (há gratuitos na internet, inclusive, como os do Sebrae) e aprimore suas redes sociais, especialmente seu perfil no LinkedIn.
 
Trace seus objetivos, liste suas habilidades e aperfeiçoe-se para manter sua vida profissional pós-aposentadoria e sua satisfação com o trabalho.

Manter a vida profissional pós-aposentadoria, se esse for seu desejo, pode ser uma boa oportunidade para fazer mais do que você ama, contribuir com suas habilidades e experiência e aumentar sua segurança financeira. Um planejamento cuidadoso de carreira ajudará a aproveitar ao máximo essa oportunidade. O equilíbrio é especialmente importante nesta fase. Então, procure flexibilidade no trabalho que escolher, para que tenha tempo de aproveitar o que é mais importante para você e viver a vida de modo integral.

Você pensa em manter uma vida profissional pós-aposentadoria? Vida profissional pós-aposentadoria: um hábito cada vez mais comum está cada vez mais em alta. Você está em busca de uma nova área de atuação? Deixe sua mensagem nos comentários e siga acompanhando nossas dicas aqui no blog.

Quer ler outras notícias? Basta clicar aqui!

+ vistos

Notícias

Descubra os conteúdos mais acessados pelos usuários Viver a Vida na última semana

Viver a Vida by Falcão – Música - Viver a Vida

Viver a Vida by Falcão – Música

Se você achou que já passou da época de aprender um instrumento, o @cantorfalcao […]

Aperte o play e entre no clima Viver a Vida - Viver a Vida

Aperte o play e entre no clima Viver a Vida

Viver a Vida é um novo espaço de conexão para pessoas que desejam viver sua […]