Olá | Sair
Olá | Sair
O QUE VOCÊ PROCURA?

Saúde

Viver a Vida é qualidade de vida. Matérias e conteúdos com foco em bem estar e saúde, com dicas e novidades sobre alimentação, atividades físicas, cuidados e prevenção de doenças, entre outras coisas.

Abrindo a mente (e o corpo) para os Grandes Elementos

Tempo de leitura: aproximadamente 6 min.

Abrindo a mente (e o corpo) para os Grandes Elementos - Viver a Vida

Vamos começar respirando fundo pra esse começo de viagem.

Se você é mais conservador e exato, pense no que lerá como Física (quântica) Atômica. Se você é mais espiritual, se entregue sem dogmas.

Segundo a Ayurveda, a base de tudo são os cinco grandes elementos (Pancha Maha Buhtas). Tudo é formado deles e por eles. São as infinitas combinações destes cinco elementos que formam tudo o que temos no universo. As coisas, nós, os animais, tudo!

O entendimento desses cinco elementos é o ponto de partida para tudo o que trataremos (seja o tema mais ou menos ayurvédico). Pois, em minha visão, é através do equilíbrio destes elementos que se atinge o bem viver. Para Viver a Vida. Inclusive no Mercado – meu artigo de finalização de minha Especialização é justamente sobre o equilíbrio empresarial com esta visão.

Os elementos inicialmente devem ser entendidos por sua densidade (física, da matéria, do espírito, do cosmos). Dentre os cinco, partimos do menos denso para o mais denso:

1. Akasha, o Vazio (ou Espaço), é o elemento com menor densidade, o mais sútil. Ele é primordial para gerar espaço para que algo (ou alguém) se crie. É o elemento primário da formação. Em excesso, vira o vácuo da inexistência. Ainda assim, tudo  e todos necessitam (pelo menos um mínimo) de Espaço para se criar e existir.

2. Vayu, o Ar, é um elemento ainda bastante sútil, mas já tem mais densidade que o Vazio. Representa o movimento (como o vento), o ar que ocupa sem preencher. É necessário para vida. Para secar. Para ser. Sem excessos, pois a frenética faz voar sem rumo.

3. Agni, o Fogo. É o elemento central, porque representa o fogo da transformação. É necessário para aquecer, para digerir, para inflamar. Se for demais, consome, queima. É energia de realização e representa o ímpeto, a força de fazer.

4. Jala, a Água. Já está entre os elementos densos. A água traz a fluidez do líquido. A oleosidade que junta sem prender. Ela não apaga o fogo, o completa. É o que equilibra para que ele não voe com o movimento do Ar. Muita quantidade apaga e afoga, deve ser na quantidade correta.

5. Prithvi. A Terra sustenta. É o que preenche as bases para que algo fique de pé. Força bruta. Se seca, não flui nem se movimenta. A lama acalma, aterra, realiza. Em excesso pode gerar depressão. Mas, tudo a necessita para existir.

É com este ponto de partida que iniciamos a jornada. Do Vazio, com Ar, Fogo e Agua. Até chegar na Terra. Falaremos de alimentos, experiências, sonhos, vivências e atividades que ajudam a identificar tais elementos e equilibra-los. 

Cada ser, em cada momento, em cada local, com cada objetivo, tem seu equilíbrio. E esta complexidade maravilhosa que traz a beleza de viver e a busca do Viver a Vida.

+ vistos

Saúde

Descubra os conteúdos mais acessados pelos usuários Viver a Vida na última semana

Abrindo a mente (e o corpo) para os Grandes Elementos - Viver a Vida

Abrindo a mente (e o corpo) para os Grandes Elementos

Vamos começar respirando fundo pra esse começo de viagem. Se você é mais conservador […]

Alimentos que nutrem: Dicas de combinações poderosas para deixar a sua alimentação mais saudável - Viver a Vida

Alimentos que nutrem: Dicas de combinações poderosas para deixar a sua alimentação mais saudável

Um aprendizado que 2020 nos trouxe foi a necessidade e a importância de nos preocuparmos […]

Sem tabus: libido e o sexo permanecem após os 60 anos. - Viver a Vida

Sem tabus: libido e o sexo permanecem após os 60 anos.

Embora muitos acreditem que sexo é coisa para jovens e adultos, ele também é […]